Contato
  Triagem
  Casos Clínicos
  Serviços
  Dicas
  Biblioteca
  Fotos
  Vídeos
   
     
 
CICLO DE PESQUISAS DO CEOSP/NANOTEC! - 12/03/2011

 

26 e 27 de março - Ciclo de pesquisas e ensaios em nanotecnologia no CEOSP!
 
Caro Colega
Convido-o a conhecer um pouco mais do CEOSP. Uma instituição que nasceu como uma escola de pós-graduação em Odontologia aqui na nossa região, e que desde a sua origem tem como missão ser um grande centro de formação profissional e científica.
Hoje o CEOSP tem uma estrutura de pesquisa compatível com os grandes centros de tecnologia do Brasil e do exterior. Grande parte das pesquisas que antes só podia ser desenvolvida lá fora, hoje pode ser desenvolvida aqui em São Miguel do Oeste, como por exemplo, os testes push-out ou pull-out e os testes de cisalhamento, que medem a união entre diferentes tipos de materiais. Estes testes podem dizer se um adesivo promove uma boa adesão entre o material restaurador e o dente. Os testes para verificação da adesividade com braquetes ortodônticos também usam este método. Além destes testes de força, o nosso departamento possui o único microscópio eletrônico de varredura da região. Este equipamento possibilita observar estruturas ultra-microscópicas com cerca de 4 nanômetros (0,000000004 m). Para se estabelecer um comparativo, um bom microscópio ótico possibilita o aumento de uma amostra em cerca 2.000 vezes. Já um microscópio eletrônico possibilita aumentos de até 300.000 vezes. Ou seja, esta é uma ferramenta indispensável quando se pretende pesquisar em escala nanométrica. Venha conhecer estes e outros equipamentos que poderão fazer da Odontologia migueloestina uma referência em pesquisa nacional e até internacional. Valorize e acredite na nossa região!
Nobre colega, nos dias 26 e 27 de março (agora) serão feitos alguns ensaios de pesquisa, os quais você poderá acompanhar e saber como acontece uma pesquisa de alta tecnologia desde os bastidores até a publicação dos resultados. Serão vários temas em diferentes especialidades odontológicas que você poderá escolher. Veja nas páginas anexas alguns temas, assinale aquele que te pareça mais interessante e venha “pesquisar” conosco. Para que possamos atendê-lo bem, pedimos que nos informe qual o seu tema escolhido. Neste momento você será informado qual o horário que este ensaio científico deverá acontecer. Lembramos que este é um evento com entrada FRANCA, porém é necessário que você nos avise da sua presença por email ou por telefone.
 
1 – Avaliação da flexibilidade dos fios de níquel/titânio com secção 0.014”, 0,016’’ e 0,018” das 4 marcas mais vendidas no Brasil.
Objetivo: oferecer informações para que o dentista administre, de forma segura, a força necessária para a movimentação dos dentes nos tratamentos ortodônticos.
Equipamento utilizado: Instron 5967 (*) com dispositivo para testes de flexão.
 
2 – Análise quantitativa de elementos químicos por energia dispersiva de raios “x” dos fios de níquel/titânio com secção 0,016” das 4 marcas mais vendidas no Brasil.
Objetivo: identificar proporção dos elementos químicos presentes na liga e verificar se há relação entre esta proporção e a flexibilidade dos fios estudados.
Equipamento utilizado: Sistema EDS Noran Vantage associado ao Microscópio Eletrônico de Varredura Jeol 5910.
 
3 – Análise da estrutura de colágeno dos canalículos dentinários condicionados com duas diferentes formas de aplicação do ácido fosfórico na concentração de 37%. 1 – condicionamento dentinário em uma única sessão por 30 segundos; 2 – condicionamento dentinário em duas sessões de 15 segundos.
Objetivo: Verificar se há diferença significativa entre os dois métodos para a análise das imagens obtidas com o MEV.
Equipamentos utilizados: Cortadora de precisão Isomet 1000, Secadora ao ponto crítico Balzers CPD 030 e MEV Jeol 5910.
 
4 – Comparação dos detalhes em eletromicrografias obtidas com dois diferentes tipos de recobrimento condutivo da superfície dentinária em aumentos de 10.000 e 20.000 x: 1- metalização com carbono; 2 – metalização com ouro 24 k.
Objetivo: oferecer um protocolo para a obtenção de imagens com mais qualidade em MEV, sem danificar amostras.
Equipamentos utilizados: Cortadora de precisão Isomet 1000, Secadora ao ponto critico Balzers CPD 030, Sputtering system Denton Vacuum II, Carbon accessory Desk II e MEV Jeol 5910.
 
5 – Verificação da força máxima de ruptura das 5 marcas de elásticos intra-orais mais vendidas no Brasil de secção 1/8, 1/4  e 5/16,  após teste pré-ciclico de 10 estiramentos.
Objetivo: oferecer ao ortodontista informações precisas sobre a intensidade de forca dos elásticos intra-orais e seu momento de ruptura em máxima carga, bem como oferecer critérios para a escolha do tamanho ideal do elástico para cada indicação terapêutica.
Equipamento utilizado: Instron 5967 (*) com dispositivo para testes de tração de elasticos.
 
6 – Medição da força de distensão das molas de níquel/titânio sustentadas em duas extremidades com ortoimplantes.
Objetivo: oferecer ao ortodontista informações precisas sobre a intensidade de força das molas destinadas para tração, bem como oferecer critérios para a escolha do tamanho da mola para cada indicação terapêutica.
Equipamento utilizado: Instron 5967 (*) com dispositivo para testes de tração de molas de níquel/titânio associadas aos implantes ortodônticos.
 
 
7 – Estudo comparativo da adesividade dos braquetes ortodônticos com tela de retenção soldada na base e os braquetes fundidos em peça única (monobloco).
Objetivo: oferecer ao profissional mais informações sobre a adesão de dois tipos de retenção na base dos braquetes e, com o teste de cisalhamento, medir o momento que ocorre o descolamento (desunião) em cada uma das amostras testadas. As informações obtidas poderão levar o ortodontista a escolher um novo modelo de base de braquete, que lhe ofereça melhor adesividade.
Equipamento utilizado: Instron 5967 (*) com dispositivo para testes de cisalhamento.
 
8 – Estudo comparativo da flexibilidade das molas de TMA e aço, utilizadas no distalizador Pêndulo de Hilgers. Medição da força de compressão da mola distalizadora com helicóides de 2 e 4 mm de diâmetro.
Objetivo: oferecer ao ortodontista informações precisas sobre a intensidade de forca das molas destinadas para distalização, bem como oferecer critérios para a construção destes dispositivos de forma que as propriedades do material sejam otimizadas.
Equipamento utilizado: Instron 5967 (*) com dispositivo para testes de compressão.
 
9 – Comparação entre dois sistemas de retenção quanto a resistência ao cisalhamento dos braquetes fixados em superfície de resina: 1 - sistema de retenção tipo caixa; 2 - braquetes fixados apos asperização da superfície de resina com brocas diamantadas.
Objetivo: informar qual é o mais adequado, dos dois métodos pesquisados, quanto a adesividade. E em seguida tornar público estes resultados para que o dentista possa optar pelo método que lhe seja mais eficaz.
 Equipamento utilizado: Instron 5967 (*) com dispositivo para testes de cisalhamento.
 
10 – Análise comparativa da superfície com MEV dos dentes artificiais de porcelana condicionados com acido fluorídrico a 10% por 30 segundos e 60 segundos.
Objetivo: Mostrar as imagens obtidas com microscopia eletrônica de varredura e comparar qual dos dois métodos produz maior irregularidade na superfície da porcelana após o condicionamento.
 Equipamentos utilizados: Secadora ao ponto critico Balzers CPD 030, Sputtering system Denton Vacuum II e MEV Jeol 5910.
 
 
   
Rua XV de Novembro - 482 - Centro
São Miguel do Oeste - SC
Tel: (49)3323-7845 / (49)3622-3440
© Ceosp - Todos direitos Reservados ExpandWEB - Desenvolvimento, criação, manutenção de web sites - Hospedagem WEB e Publicidade e Propaganda :: www.expandweb.com